22 Fevereiro 2018

Facebook

Três Milagres de Cruz | Blog Torcedor do Treze

 

De uma partida dessa em que o Treze venceu o Auto Esporte, meus amigos, fora os 3 pontos, nada de bom se tira.

 

Não dá pra analisar nem medir nem avaliar nada.

 

É uma vergonha colocar jogadores profissionais envolvidos inclusive em outras competições nessa condição ridícula de prática do esporte.

 

É agradecer os 3 milagres de Cruz do Espírito Santo, amém e tocar o barco em frente.

 

Primeiro, o milagre de sair todo mundo inteiro num gramado que dava muito bem pra ser ambiente de teste da 4 Rodas.

 

Segundo, o milagre de aparecer um gol no meio daquela desgraceira toda em que ninguém sabia nem pra que lado a bola ia sair quando alguém chutasse terra com capim santo.

 

E terceiro, o milagre do jogador do Auto Esporte desperdiçar a última bola do jogo, quando Saulo tentou desesperadamente entregar a partida – de novo, Canindé! - largando a bola numa saída aluada por cima. Por cima, viu, Saulo?? Lá em cima não tem buraco não, visse!? Isso é ruindade mesmo. Tem vergonha, rapaz, tu desse tamanho...

 

Pelas condições que nós vimos, até uma partida de futebol ali era improvável, avalie uma vitória.

 

Mas saiu. Saiu e os 3 pontos vieram.

 

Apesar de tudo o que Saulo fez pra esculhambar tudo.

 

Glória até à Cruz do Espírito Santo e à Nossa Senhora dos Goleiro Mão de Papa.

 

É sair dali o quanto antes e torcer pra não ir lá de novo nem tão cedo.

 

O grupo do paraibano é enrolado. O grupo de cá não tem o Auto Esporte, que não pontua. Nesse grupo do Treze pontua todo mundo, as diferenças são arrochadinhas. Por isso são importantíssimos os pontos, porque o CSP, por exemplo, ganhou hoje e já vai com 8. Se não sai aquele gol doido ali do Alagoano lá ia a gente pra uma semana e a próxima rodada no aperto de novo por uma vaga que a gente precisa conquistar de toda maneira e tem obrigação de conquistar sem atropelo, porque é muito superior aos outros. Continuidade e sobrevivência de médio prazo estão nas finais desse Campeonato Paraibano, que já serão outra pedreira. Não dá pra vacilar. O investimento foi mais do que suficiente pra essa parte da caminhada ser mais tranquila.

 

Sobre o time, nenhuma condição de dizer nada. A formação parecia interessante, ofensiva e de qualidade, substituições também, mas ninguém conseguiu fazer nada. Não houve uma jogada. Só dá pra saber quando tiver campo pra jogar.

 

Na estreia de Marcelinho – sim, porque sem campo não teve estreia – o Galo enfrenta o Santa Cruz, desesperado por se recuperar no ano. Uma vitória coloca o Treze em situação bastante confortável na Copa do Nordeste, em condição de administrar de novo seu futuro na competição sem depender de ninguém.

 

Só não pode repetir os erros idiotas que fizeram o time desperdiçar boas oportunidades já esse ano. E não pode nem deve pensar em inferioridade. O jogo é de igual pra igual e o Galo tem condições de sair com o resultado. É jogar como joga em seus melhores momentos esse ano. Mais um grande teste em menos de um mês, mas o trabalho que foi feito o ano passado era exatamente pra garantir todas essas competições e disputar com força e com compromisso.

 

É avisar a Saulo -  e a todo mundo que quer mostrar serviço - que chegou a hora.

Leia Mais http://globoesporte.globo.com/pb/blogs/especial-blog/torcedor-do-treze/post/tres-milagres-de-cruz.html

Clubes Associados

clubelabareda iate.png Palmeiras.png        
         serr.png          
                   
      

 

 

 

http://www.zoofirma.ru/